A Cidade dos Gatos

Atualizado: 11 de Abr de 2019

Eles lutam pela conquista de território, para expulsar os invasores de suas propriedades. Não existem haréns. Terra, e não sexo, é a chave para a ascensão na sociedade felina

do livro The Ultimate Cat, do veterinário inglês David Taylor. Tradução e adaptação de leila maria

Olhe para o mapa de sua cidade. Lá está a estrutura da sociedade civilizada: casas pobres ou ricas, praças e clubes, ruas e estradas. Esse mapa é também o mapa da cidade dos gatos, sobreposto invisivelmente sobre a geografia que o homem construiu. Os cidadãos felinos têm também uma divisão ordenada da terra e, como nós, sua sociedade é dividida em classes. Cada gato, desde que passe algum tempo na rua, ocupa nessa sociedade uma posição definida mas não estratificada. Cada membro da comunidade deve aceitar as regras e rituais conhecidos por todos os gatos das vizinhanças. Todos se conhecem, e conhecem bem suas posições. Um gato recém-chegado só tem seu lugar garantido depois de conquistá-lo.

HIERARQUIA

A sociedade felina é matriarcal. A fêmea com o maior número de filhotes tem a palavra final em qualquer ocasião. Quando castrada, seu status cai. Os machos tomam seu lugar ao sol na porrada. Os mais bravos brigam por prestígio e poder. Sucesso na luta determina o nicho social do bichano. A organização é rigorosa, e o gato alfa só perde sua posição quando derrotado por um novato mais forte. Os machos dominantes não costumam ter haréns. As fêmeas escolhem livremente seus parceiros. Muitas vezes preferem gatinhos da periferia aos poderosos latifundiários

DIVISÃO DE TERRITÓRIO Os felinos lutam pela terra e são donos do que conseguem conquistar. Mesmo os gatos de apartamento tomam posse de um canto da sala, de uma cadeira ou do alto da geladeira. Quando vários bichanos moram juntos, disputam e fazem acordos até dividir a casa entre todos, e se unem contra qualquer recém-chegado. Na rua cada um tem seu território, não importa a posição na pirâmide social. Machos castrados e fêmeas sozinhas são - na maioria dos casos - os proprietários menores, mas lutam contra qualquer invasor pela defesa de seu espaço. Um TOP CAT gasta muito tempo vigiando seus domínios. Já foi observado um gato que reinava sobre um total de 203 km² numa cidade rural inglesa. Na cidade grande a sobrevivência é mais difícil e o tamanho das propriedades diminui para uma quadra ou terreno baldio.



MIA!